A Importância de Canalizar as Energias

– Vídeo do artigo em baixo –

Quando temos objectivos definidos na vida o Universo ajuda, começa a mexer-se para nos trazer aquilo que queremos. Sabemos que existe pre-definido e também o livre-arbítrio (explico melhor estes dois conceitos juntos no Curso de Comunicação com os Anjos), tanto um como o outro têm de se compreender. Por isso quando queremos que algo aconteça, apareça, ou se realize na nossa vida, temos de canalizar a energia e agir, para que isso aconteça. Agir é mexer, meditar, fazer pedidos ao Universo, fazer terapias, retiros, até mesmo cursos, etc.

É certo que não podemos simplesmente cruzar os braços e esperar que o Universo organize tudo em nosso benefício canalizar objetivos é ir para a ação. Tanto ação física, como a ação mental e espiritual.

Hoje eu agradeço ao Universo porque sempre que canalizei os objetivos, eles foram-se concretizando. Não significa que todos eles estejam agora em ativo, até porque muitos deles foram a ponte para que outros tantos mais importantes possam agora estar a funcionar tão bem quanto o Universo sabe que é bom para mim.

Não basta só canalizar, também temos de agir

Há alguns anos atrás quando criei o “meu primeiro” site, digo “primeiro”, porque realmente já tinha criado um blog em 2006 sobre tecnologia, não o contabilizo muito nos números de sites ou blogs que já criei, pois este foi mais simples e durou pouquinho, até entrar para a Universidade. Bem, então neste primeiro site era onde eu partilhava as minhas receitas vegetarianas restritas e falava sobre o modo de vida Vegan, foi de onde surgiu o meu primeiro livro “Cozinha 100% Vegetal e Saudável” nesta altura eu comecei a participar juntamente com o Artem, em feiras e eventos onde apresentava o meu livro e vendia bolos e preparados para omeletes e preparados para bolos, entre outros produtos, os preparados e os bolos ficaram tão conhecidos nas feiras e eventos que começou a crescer uma nova ideia em mim.

Nessa altura, eu não sabia o que queria fazer a nível profissional, não me sentia capaz de nada, nada era bom, nada era agradável, eu não me via a fazer nada quando imaginava o meu futuro. Não tinha ideias, não tinha propósito. O meu futuro profissional parecia uma grande mancha na minha existência. O desespero claro era muito, então tive de começar a canalizar energia nesse sentido, não podia mais viver assim, precisava de ganhar dinheiro, precisava de me sentir útil na vida que havia querido viver. Foi assim que surgiu as vendas nas feiras.

Onde estou hoje, devo a todos os passos, mesmo os pequenos

Começar a participar em eventos por mais simples que possa parecer, é preciso acreditar, é preciso canalizar energia para isso acontecer, como em tudo. Seja a profissão considerada mais simples, é preciso colocar lá energia. Canalizar energia é isso mesmo. E as feiras e eventos começaram a acontecer, quando eu queria entrar em mais feiras, aparecia sempre alguém que participava numa – dava-me a ideia, quem organizava – convidava-me.

Com o simples pensamento de “eu quero!” e com a atitude de me mexer, de fazer mais, de avançar sem medo. Nisto tudo começou a surgir a ideia de abrir juntamente com o Artem, um restaurante com refeições 100% Vegetais. Aqui é que era aquele passo! Mas mais uma vez canalizei essa energia, e os convites apareceram. Já tinha uma pessoa que avançava com o capital todo. Outra pessoa tinha um espaço e queria que o utilizássemos para abrir um restaurante nosso. “Como é que é possível?” no meio de tanta confiança, esta palavra continuava a surgir-me. Apesar de que na realidade, eu não me via à frente de um restaurante, esta ideia era mais uma linha de pensamento, de raciocínio, do que uma sensação no coração. “Se tenho um site de receitas, se vendo em feiras e eventos, então o mais certo é abrir um restaurante”. Esta era a linha de ideia. Acredito que era uma escapatória, um desespero de já não saber o que fazer a nível profissional. Qualquer coisa que fosse uma ideia, era logo uma necessidade de avançar sem pensar muito.

Entre tantos outros objetivos (que vou partilhar aqui no site noutros artigos), todos eles à sua forma foram acontecendo. Sempre que canalizava a energia e sempre que me mexia para tal. Num desses eu comuniquei com o Universo, eu disse-Lhe que aceitava ser terapeuta espiritual e comecei a canalizar a energia para isso. E assim as consultas, os cursos, os eventos foram crescendo cada vez mais.

Não saber o que queria fazer a nível profissional, não significou estar parada

Um dos maiores desafios que alguma vez tinha passado, estava às portas de acontecer (confesso que por mais que tenha tido pensamentos positivos, nunca pensei que seria tão rápido como foi, tinha dias). Eu queria um espaço, um espaço onde eu pudesse fazer tudo o que idealizo. As minhas terapias, os meus cursos, os meus eventos, onde pudesse estar em total conexão com a natureza. Morava num prédio e sempre foi o meu desejo ter uma casa com terreno. E canalizei a energia para isso, fiz terapias? Sim. Mexi-me? Sim. Tive medo? Sim…

Vou deixar este assunto mais pormenorizado para outros artigos. E por isso deixo aqui que tudo aquilo que queres tens de começar a canalizar a energia, mas tens também de te mexeres, não deixar que os medos e receios comandem a vida; eles só atrapalham. Todos os passos que damos, são para nos levar a algum local. Nunca é uma derrota, é um caminho necessário.

Por vezes precisamos de alguém que consiga canalizar melhor as energias, por isso se sentes que precisas da minha ajuda, vê como te posso ajudar. As minhas consultas e terapias estão disponíveis para ti aqui no site na secção CONSULTAS. Podes ainda ver os eventos na secção EVENTOS e os cursos e workshops na secção APRENDER. Tudo sempre para fazer vibrar a tua vibração interior.

Segue-me aqui nas redes sociais:
Instagram | Facebook | Youtube

Luz e amor,
Carina Barbosa

Vídeo do artigo – A Importância de Canalizar Objetivos
By | 2019-09-28T19:03:37+00:00 Setembro 28th, 2019|Alma|0 Comments

Leave A Comment

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.