Utilizar as Flores com Consciência

As flores são seres extraordinários, são uma energia pura e de luz. Apenas procuram água (nutrição) e sol (energia). Estão neste plano, neste planeta, porque são uma forma de energia de amor que precisamos e que procuramos.

Cada semente, raiz, caule, folhas, pétalas, de uma flor tem um significado próprio e um ciclo de oportunidades e evoluções para nós.

A Flor
  • Semente: (o inicio de tudo) – o nosso nascimento, a nossa vinda a um mundo de oportunidades de evolução e aprendizagem
  • Raíz: (a realização material) – o nosso enraizamento no plano terrestre, a energia da Terra, a nossa marca aqui
  • Caule: (o caminho) – início da jornada, o ponto onde tudo vai começar a existir e erguer a um ponto elevado
  • Folhas: (a base) – onde vai assentar o nosso conhecimento, as nossas experiências e vivências
  • Pétalas: (a evolução) – o amor incondicional, o propósito da vida e do amor

Nesta análise, vemos que as flores, estão cá também para nos guiar e encaminhar no nosso percurso espiritual.

As flores, ajudam no nosso caminho espiritual

É comum ver ramos arranjados de flores a serem oferecidas, principalmente às senhoras. São oferecidas em diversos eventos e momentos – aniversários, casamentos, dia da mãe, dia dos namorados, mas também noutras ocasiões, como no dia do funeral.

Uma flor – tenha o aspecto que tiver, é vida e tem energia – por essa razão, sabe tão bem observar e absorver a energia delas. As flores são Seres de luz, que nos ajudam a focarmo-nos mais na natureza e na energia do amor. Quando conseguimos sentir esta energia, vamos sentir como é tão puro observar uma flor e trata-la de forma consciente.

Podemos utilizar as plantas e flores para nosso benefício e proteção. Existem plantas que nos protegem e protegem o espaço envolvente, outras que trazem sorte e sucesso, e ainda outras que nos ajudam na concentração e relaxamento. Mas para receber o máximo benefíco delas, é necessário saber CUIDAR e dar AMOR.

Existe uma compra desmedida de flores sem raíz, apenas para decorar espaços, sem a intenção de purificar ou energizar. Esta compra, faz-se pelo ritual da sociedade e do ego humano – o querer – a obrigação de fazer – o ser igual aos outros. Existe também ainda o hábito de passar por uma flor, arranca-la e atira-la para o chão, num gesto de negligencia. Nestes aspectos, não estamos a dar o valor aquele ser Único, com uma missão tão pura.

Se amas uma flor, não a colhes. Por que se a colheres, ela morre e deixa de ser o que tu amas. Então se amas a flor, deixa-a estar. O amor não está na posse. O amor está na apreciação. – Osho

Ainda, comprar flores sem raíz, deve ser um gesto de sabedoria e não apenas de sociedade. Com isto, quero dizer que cada planta ou flor que seja arrancada e cortada a sua raíz, entra num processo de morte – e decomposição. Se a utilidade dessa flor for para um benefício de luz (porque são elas seres de amor e luz) é uma boa utilização. Se por outro lado, esta utilização apenas se tratar de comércio e sociedade, estamos a falar de um Ser que foi morto e apenas ficará em decomposição dentro de um jarro, até ir para o lixo. O mesmo se passa com os legumes e frutas que compramos para consumir. É um desperdício deixarmos a natureza que adquirimos, estragar-se e ir para o lixo.

Quando gostas de uma flor, arranca-la. Quando amas uma flor, rega-la todos os dias. Quem entende isso, entende a vida. – Buddha

Não tenho a certeza da veracidade desta quote

Absorve o poder das flores, e floresce o amor em ti

Podemos comprar flores (de preferência com raíz), para enfeitar um espaço (a sala, o escritório, o local da nossa meditação, …), sabendo que estas nos vão trazer benefícios e pureza. Caso optem por flores sem raíz, devolvam as flores e os ramos à natureza, ou apenas os ramos e usem as pétalas em várias utilizações – água de rosas, água de lavanda, ou preparar num chá com pétalas.

Sempre que comprarem uma flor ou uma planta, sintam a energia dela, sintam o amor que ela transmite. Se a comprarem com raíz deem-lhe uma vida de amor e nutrição. Se comprarem sem raíz, agradeçam a sua presença aqui em conexão com a vossa energia e usufruam de toda a boa energia que esta flor tem para vos oferecer. E no final devolvam à natureza (pode ser num campo, junto de outras flores, na terra, …).

Rosa Branca

Exercício de concentração que podem fazer para utilizar os benefícios de uma flor (rosa)

Esta técnica de meditação chama-se “O Coração da rosa“. Tive conhecimento desta técnica através do livro (fábula espiritual) “O Monge que Vendeu o seu Ferrari” do Robin Sharma’s, no capitulo sete. Este livro é uma fábula espiritual e em modo de ficção, ele conta a história de um advogado que foi para as montanhas dos Himalaias e teve nesse local a sua ascensão espiritual. Neste livro vão encontrar uma série de técnicas muito fortes que vão ajudar-vos a desbloquear caminhos. Um livro que ajuda a redescobrir-mos a nossa luz. Um livro que tem transformado a vida de muitas pessoas.

Esta é uma técnica que requer prática, assim como qualquer exercício que pretendemos fazer. No livro ele diz-nos para colocar uma rosa fresca para fazer o exercício, no entanto esta prática deve ser feita todos os dias durante 21 dias, o que pode tornar-se demasiado caro comprar uma rosa todos os dias. (como disse em cima, uma flor assim que lhe são arrancadas as raízes começa no processo de decomposição) e neste exercício queremos uma flor fresca. Assim para simplificar, tive conhecimento de que podemos fazer este exercício com uma rosa, ou outra planta fresca dentro de um vaso e assim até vamos fazer este exercício com uma flor viva. Podem comprar a flor que mais gostarem e mantêm-na no vaso. Ou podem comprar uma flor artificial para fazer este exercício. Neste exercício só tens de observar a pureza e a beleza da rosa, e hoje em dia as plantas e flores artificiais são incríveis.

Coloquem uma rosa/flor à vossa frente. Penetrem o vosso olhar no centro dela, nas pétalas e fiquem em estado meditativo durante alguns minutos. Se a vossa mente desviar-se do silêncio, não desistam, aceitem o momento e voltem a concentrar.
No inicio pode parecer difícil ou complicado, manter a concentração, é porque a mente não está receptiva ao silêncio, pois está habituada à agitação diária da vida.

Este exercício serve exactamente para isso, habituar a mente a regressar ao silêncio e à quietude da mente, do corpo e da alma. Cada vez mais vão conseguir passar mais tempo a observar a rosa. O centro desta rosa, é a vossa pura essência, a essência pura do Universo. Dediquem algum do vosso tempo à entrega do amor, e da evolução do vosso Ser. Este exercício pode ir de 5, 15 ou 30 minutos.

Vão sentir a diferença, sempre que apreciarem uma flor

Se necessitas de alguma informação sobre o amor incondicional ou a prática de meditação com a rosa. Se queres aprender a meditar/relaxar em total silêncio ou aprender técnicas de pedido durante a meditação. Entra em contacto comigo para uma consulta, através da página Consultas. Vê também a minha lista de Workshops, Cursos e Palestras na secção Eventos que tenho preparados para ti, para que possas aprender a meditar em total controlo.

Luz e amor,

Carina Barbosa

By | 2017-10-09T18:22:39+00:00 Setembro 4th, 2017|Alma|2 Comments

2 Comments

  1. Liliana Raeiro 08/09/2017 at 14:10 - Reply

    Adoro ter flores em casa. Enche a casa de vitalidade. Agora prefiro ter as flores em vasos e notei que quando as colocava em sítios de passagem elas não floresciam. Assim que as coloquei no escritório (onde estou diariamente e até lhes toco todos os dias) elas florescem com mais frequência. É lindo de se ver! Parece que “sentem” 🙂

    • Carina Barbosa
      Carina Barbosa 08/09/2017 at 18:43 - Reply

      Que lindo Liliana, é mesmo isso elas sentem a nossa presença, o nosso amor. É muito bom ter plantas e flores em casa, além de darem energia ao local, também nos ajudam a nós apenas por estarmos em contacto com elas e no mesmo meio. As plantas e flores são sem dúvida umas fofuras 🙂

Leave A Comment